26.10.11

Esperar nunca soube tão bem

A nova estação dos barcos da Soflusa, no Terreiro do Paço, é um mimo da construção civil! Andava desconfiada disso e, hoje, em dia de temporal, tive oportunidade de certificar o alto calibre desta empreitada. Houvessem galardões de reconhecimento da ausência de lógica, conforto, higiene e saúde pública das infraestruturas de apoio a transportes, e esta estação ganhava o primeiro prémio! Directo e limpinho. 

 

Preocuparam-se em fazer uma ligação directa entre o metro do Terreiro do Paço (ok, muito bem) mas, talvez porque a matéria prima já era escassa, resolveram presentear utentes com um suave regresso à superfície, criando uma passagem de ar puro ao longo do corredor que une o átrio da estação até à zona de embarque. Não satisfeitos, e talvez por excesso de zelo com a qualidade do oxigénio ali respirado, resolveram criar outra abertura, transversal às três salas de espera, entre a vidraça e o rio.

 

Confesso que nunca uma espera para o barco - que é de 30 minutos em horas "mortas" - me pareceu tão penosamente viva. A mim, ao vento e à chuva que teimavam conhecer-me melhor no sítio onde, supostamente, eu poderia aguardar, abrigada e minimamente confortável. Depois de duas gripes num mês, a coisa que mais queria, hoje, era sentir as correntes de ar, chuva e Tejo que, graciosas, lá iam saudando utentes. 

 

A recordação da antiga estação foi inevitável. Podia ser velhinha e ter apenas dois pontões mas nunca me deixou ficar mal em dias de chuva e frio. A sala de espera, como se pretende numa sala desta natureza, tinha capacidade para os muitos que, todos os dias, aguardam entrar naquele barco. As novas, se asseguram metade da lotação do barco, já é muito!

 

E, assim, regressada do átrio, e impedida de dizer olá ao torniquete (que a sala de espera já estava cheia, como se quer), a tremer de frio e de cabelos ao vento, comia uma banana para afagar o estômago. De casca na mão, pude perceber que Suas Excelências que projectaram esta obra, a par daquelas que a exploram diariamente, ignoraram que aqueles que precisam de ar circulante - que o condicionado é nocivo e está caro - também fazem lixo! Tirando o pequeno balde da cafetaria, junto à rua, a estação tem apenas um caixote (!!!), exclusivo para papel (a label com a palavra PAPEL, em letras do tamanho "até um míope consegue ler a léguas", é bastante esclarecedora).

 

Portanto, quem estiver na espera, de banana erguida, tem quatro opções:

 

1. Leva a casca consigo, rezando para que o barco tenha um caixote;

2. Não havendo, transporta-a ilegalmente até ao Barreiro, correndo o risco de pagar multa por levá-la a viajar sem bilhete;

3. Abandona a zona de espera, percorre todo o corredor de ar e vento e chuva, e coloca-a voluntariamente no cesto do papel (peço desculpa à Sociedade Ponto Verde pela surpresa quando recolher o papel abananado);

4. Por fim, sobretudo se for da Quercus ou maratonista, prolonga o caminho até praticamente à rua e deposita-a no balde da cafetaria, arriscando-se a perder o barco.

 

Com todas estas especificidades da nova estação, só me resta crer que a Soflusa procura reduzir substancialmente o número de utentes dos seus barcos. Seja através da indução de gripes ou de pernas partidas, parece-me que é isso mesmo que está a acontecer! Ainda assim, é de louvar o cuidado em espalhar várias placas amarelas com o aviso de "chão escorregadio". Assim só para o caso de ninguém ter reparado nas litradas de água que para ali andam. Ou será por causa das cascas de banana?

 
publicado por ARA às 18:56
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De A Produtora da Paparoca a 27de Outubro de 2011 às 08:53
Credo! Nunca fui para esses lados...mas descreveu um local super desconfortável, frio...o contrário de tudo o que devia ser. Bjnhos :)***
De ARA a 27de Outubro de 2011 às 20:41
Sugiro a viagem de barco num dia de sol :) É uma coisa gira de se fazer, mesmo. Dica: para emoções fortes, escolher um lugar no piso de baixo, lado da proa. Vai ver que vale bem a pena! Beijinho.

Comentar post

Seguir no SAPO


ver perfil
seguir perfil

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

grande animação! ;)
Se foi essa tragédia toda por causa de uma venda n...
Hmm, eu pensei que não valia a pena por Billy ou B...
Nunca imaginei que um simples anúncio poderia prov...
Obrigada, mami! Graças a elas, há material para po...

Posts recentes

Deixe o amor entrar*

Do Barril

Das leis do Universo

A Guerra dos Tronos

A menina escreve?

Arquivo

Novembro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Janeiro 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Mais comentados

subscrever feeds