22.7.12

Auch!

Todos avisaram-me para ir com cuidado e lembraram-me como o meu corpo já foi castigado em outros encontros. Todos disseram-me para me proteger melhor, ser mais cautelosa com a minha exposição. As marcas podem ser muito difíceis de sarar...

 

Pois é, sol. Já me lixaste outra vez.

 

Um escaldão no umbigo. Seriously?

publicado por ARA às 23:15
link do post | comentar | favorito
18.7.12

Indeferida

Algumas chamadas perdidas de um 91 que ia mudando a terminação.

 

Pensei que fossem tentativas de contacto de algum profissional de telemarketing a tentar impingir-me um PPR ou um cartão de crédito. Durante algumas semanas, mantive o telemóvel colado a mim não fosse receber uma chamada de potencial emprego.

 

Tendo já o emprego, e sendo um emprego que não me permite usar o telemóvel (e eu sou uma trabalhadora muito responsável), é que se lembram de me ligar. Eu sabia que, mais para o final do mês, receberia feedback de algo com o qual estava bastante expectante e entusiasmada. Contudo, verifiquei que o número não parecia ter nada que ver com o da fonte dessa minha ansiedade.

 

Pobre como sou (em dinheiros porque sempre riquíssima em sonhos), não tinha saldo no telemóvel para experimentar ligar para aquelas sequências de 91's.

 

Se fosse do tal sítio, na impossibilidade de ouvirem a minha linda voz de assistente de linha de pornochachada, acreditava ser informada por um email. Afinal, estamos a falar de uma instituição moderna, das tecnologias e criatividades que, quase todas as quinzenas, envia-me emails informativos. Estava segura de que haveria criatividade suficiente para activar um plano B caso o A falhasse. Mas enganei-me.

 

O email estava bastante claro. "O seu pedido foi indeferido pois não conseguimos falar consigo". Mensagens de voicemail. Conhecem o conceito? Correio electrónico? Parece familiar? Pois. Pena que só tenha sido accionado quando já havia um "bom" motivo para não ser considerada.

 

Acho lamentável e fi-lo saber. A resposta que tive é que tudo e todos me passaram à frente pois atenderam os seus telemóveis. Serei avisada caso alguém desista. Obrigada senhores. Fico muito mais satisfeita com essa vossa atenção. 

publicado por ARA às 21:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
15.7.12

"I tell myself that I was waiting for a sign"

publicado por ARA às 23:37
link do post | comentar | favorito

Itchy!

Esta noite sonhei que estava a casar. Vestido branco. Igreja. Quem me conhece sabe que casar é um verbo que não faz parte da minha gramática de bolso. Viver em pecado e misturar as escovas de dentes num mesmo copito do IKEA parece-me just fine. Para quê complicar a coisa com cerimónias, escolha de padrinhos, listas de convidados e prendas, provas de bolo e visitas a potenciais spots para o copo de água? Somando todos os stresses do dinheiro que isto envolve... a começar pelo custo per capita de um desfile de comida redundante que, regra geral, termina com o stock de água das pedras. Enfim. Passando pela contratação dos serviços da praxe. As fotos, o vídeo, a animação. A escolha dos centros de mesa, do tema para a festa, a cor das toalhas. E podia continuar. Atenção. Não critico quem casa e já tive a oportunidade de fazer parte de casamentos que me levaram às lágrimas como uma criança. Simplesmente, não é algo que queira para mim. Nunca fui a menina que fica parada em frente à vitrine dos vestidos de noiva nem a mulher que sonha com um pedido e um anel. Só o facto de estar a sonhar com aquilo deixou-me desconfortável, com uma certa comichão que aumentava de intensidade à medida que a cerimónia prosseguia. Quando acordei, vi que eram picadas de insecto. 

publicado por ARA às 22:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
9.7.12

E acho que é mais ou menos isto

Rabiscos nos livros e revistas dos meus pais, quando nem sabia escrever. Composições, dissertações, ensaios, resumos e outros que tais na escola. Comunicados de imprensa, artigos de opinião e outros para revistas, textos para convites, posts para redes sociais. E tantas outras coisas que não mostro a ninguém. E nunca, até hoje, tinha escrito "simplesmente" sobre aquilo que gosto, sobre aquelas pequeninas coisas que ajudam a fazer de mim a Andreia e não uma Maria. E pensar no que se gosta é efectivamente mais tricky do que imaginava. Parece que apontar o dedo para aquilo de que não se gosta é mais imediato e, de algum modo, estranhamente confortável. 


Gosto de música. De descobrir coisas novas e ouvi-las até enjoar. Do cheiro da terra molhada, de café e torradas. Da melodia da gaita do amolador de facas. Gosto de Cerelac e do aroma a baunilha. De molhar bolachas Maria no leite. Gosto do sabor da água salgada e de dias de chuva passados em casa. Gosto quando falta a luz e do odor de uma vela apagada. Gosto de receber feedback. De olhos, mãos, óculos. De caracóis (os que se comem e aqueles em que enrolamos os dedos). Gosto que me desarmem. De ler. De borboletas. No ar e na barriga. De andar de eléctrico e de avião. De chorar a rir, rir depois de chorar e de fazer rir. De ajudar. Gosto de adormecer no sofá. Que me mexam no cabelo. De coletes e tatuagens. Gosto de pessoas singulares. De ser canhota. Do cheiro da alcatifa nos cinemas. De cantar. Gosto de teatros. De um abraço verdadeiro e de sonhar acordada. De "ver" animais nas nuvens e nos rostos das pessoas. De imaginar pessoas que não conheço e conhecer pessoas novas. Gosto de gostar. 

publicado por ARA às 23:29
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Ainda a digerir...



"We're not bad people. We just come from a bad place". - Sissy.
publicado por ARA às 21:56
link do post | comentar | favorito
6.7.12

(um pequeno parêntesis)

Primeiro pensei que fosse ansiedade. 

(talvez tenha sido o café tardio)

A seguir, perdi o apetite.

(talvez seja do calor)

Depois, a necessidade de falar de. Pensar sobre. Olhar para. 

Saber mais acerca.

(talvez seja só curiosidade)

Até que veio o acelerar do coração perante.

(talvez seja um problema de tensão)

Agora acho que já compreendi.

(talvez não seja nada disto)

Merda.

(é "aquilo")

 
publicado por ARA às 23:40
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
3.7.12

Thumbs up

So, bless my heart. 
Bless my mind. 
I got so much to do, I ain't got much time 
So, must be someone up above saying "Come on girl! You got to get back up!!" 
"You got to hold on..." 


publicado por ARA às 23:41
link do post | comentar | favorito
1.7.12

Powered by AXN White


"Try lying for a change, it's the currency of the world."
publicado por ARA às 21:55
link do post | comentar | favorito

Seguir no SAPO


ver perfil
seguir perfil

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

grande animação! ;)
Se foi essa tragédia toda por causa de uma venda n...
Hmm, eu pensei que não valia a pena por Billy ou B...
Nunca imaginei que um simples anúncio poderia prov...
Obrigada, mami! Graças a elas, há material para po...

Posts recentes

Deixe o amor entrar*

Do Barril

Das leis do Universo

A Guerra dos Tronos

A menina escreve?

Arquivo

Novembro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Janeiro 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Mais comentados

subscrever feeds