27.12.15

olhacaixadóculos!

image2image1

 

Há uns dias, li um artigo engraçado sobre os dramas de quem usa óculos. À falta de inspiração, resolvi abordar o assunto, partilhando a minha visão, ou falta dela, sobre a temática.  

O meu pai é míope, assim como o meu irmão. Até aos 14 anos, eu gabava-me de não ter de usar óculos. A minha rica mãe sempre lembrava que bom que era eu não ter herdado os genes da pobre visão. Mal ela sabia que estive quase um ano em negação.

Foi numa aula de Português que me apercebi que o tamanho da letra da professora tinha encolhido. Nos dias seguintes, reparei que precisava de semicerrar os olhos de modo a conseguir ler legendas.

O pânico de usar óculos na escola tomou conta de mim e lá fui deixando a coisa arrastar. Apanhada pela minha mãe, num momento de entretenimento televisivo em lusco-fusco, não tive outro remédio senão ir ao oftalmologista. 

Comecei logo com uma dioptria de 2.50, em cada olho, que aumentou para 4.50, valor que se tem mantido estável nos últimos anos. Trocando por miúdos, sem óculos não vejo um boi à frente. 

Hoje, gosto de usar óculos e assumo a coisa com armações pouco discretas. Contudo, usar óculos tem os seus desencantos. Ora vejamos:

1. As lentes estão sempre cagadas e apenas temos noção do grau de sujidade quando passamos o paninho e, de repente, o dia deixou de estar nebulado;

2. Em dias frios, a pessoa entra no autocarro e fica com a lente embaciada. Não é bonito;

3. Na praia, é ridículo ir ao mar com óculos, contudo, é perigoso arriscar um encontro imediato de primeiro grau com uma medusa ou com outro banhista;

4. Entrar na banheira com os óculos e apenas notá-lo quando há duas cascatas a dar os bons dias;

5. Quem, como eu, usa headsets para desempenho da sua função laboral, sabe o quão dolorosas podem ser as hastes;

6. Óculos 3D no cinema, ou, "porque raios me meti neste filme?";

7. O tique irritante de levar a mão aos óculos de 2 em 2 segundos. Pior, ter esse tique quando os óculos não estão lá;

8. Maquilhar o rosto é algo para fazer lembrar os pega monstros, coladinhos ao vidro;

9. Idas ao cabeleireiro podem ser desastrosas. O resultado da tosquia só é verdadeiramente visualizado na fase irreversível do processo;

10. A compra dos óculos: a complexidade de escolher, acertadamente, algo que será utilizado todos os dias.

Desafios à parte, hoje sou fã de óculos e de portadores de óculos. Há um charme, um certo je ne sais quois, nos indivíduos que usam lunetas, não acham? 

 

 

publicado por ARA às 18:55
link do post | comentar | favorito (1)
1 comentário:
De Anónimo a 29de Fevereiro de 2016 às 14:26
Comentário apagado.
De ARA a 1de Março de 2016 às 20:53
Obrigada pelo comentário :) Um beijinho

Comentar post

Seguir no SAPO


ver perfil
seguir perfil

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

grande animação! ;)
Se foi essa tragédia toda por causa de uma venda n...
Hmm, eu pensei que não valia a pena por Billy ou B...
Nunca imaginei que um simples anúncio poderia prov...
Obrigada, mami! Graças a elas, há material para po...

Posts recentes

Deixe o amor entrar*

Do Barril

Das leis do Universo

A Guerra dos Tronos

A menina escreve?

Arquivo

Novembro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Janeiro 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Mais comentados

subscrever feeds